sábado, 11 de agosto de 2007

Pão com chouriço

Houve uma noite, long time ago, nos inicios da nossa historia de amor, que aventurei-me na vida nocturna com a Açucena e com a C.Era raro sermos só nos as 3,não me lembro bem dos pormenores, foi uma daquelas saidas combinadas de repente.
A C é uma pessoa bem disposta, sempre pronta para a borga, dei-me sempre bem com ela embora temos feitios e maneiras diferentes de entender a vida, a Açucena passava imenso tempo com ela, e era esse o motivo principal pelo que saimos juntas algumas vezes.
Nessa noite andamos na 24 de Julho, lady´s night no Plateau, imaginem só...elas duas a cairem para o lado, eu a conduzir não convinha.Depois fomos para o Jamaica, elas aos saltos no meio da pista, eu sentadinha num banco a olhar para elas e enjoada de tanta coca-cola...
Sempre gostei da maneira taõ propria como a Açucena se mexe, desde a primeira vez que fomos dançar, quando passa uma musica que ela gosta, começa essa sua maneira de dançar que eu, adoro!
Nesse dia, so olhar para ela ja me compensava, porque acreditem que andar toda a noite com duas gajas bêbadas é dose!
Era ja bem tarde, alguém se lembrou do pão com chouriço e lá fomos comprar, mas levamos para comer nada mais nem nada menos que junto a Torre de Belém.
Imaginem, eu e as minhas duas alegres companheiras a fazerem xixi nos arredores do grande monumento...
E no fim, beira rio, lá nos estendemos no chão a comer o abençoado pãozinho, que foi o mais parcido a um manjar dos deuses!!!
Depois ficamos lá, deitadas a olhar para a lua cheia, a Açucena perto e mim, de vez em quando a roçarmos as mãos...eu em suspense...nem sei com foi,eu sempre estava a espera de um sinal para avançar, ela passou um dedo pelos meus lábios, que eu beijei...e ela tirou rapidamente, tão rapido que quase fiquei na duvida de que tivesse realmente acontecido!
Fomos embora a aparecer o sol, era bem de dia quando cai na cama, estava cansada, mas tão inmensamente feliz...

6 comentários:

Angell disse...

Margarida,
Já andava o vosso amor no "ar"! :)

Quando amamos alguém não paramos de olhar para essa pessoa. Somos extremamente pacientes, como tu foste nessa noite... :)

Gosto das vossas histórias... :)

Bjs ás duas!

g disse...

Ousar...agora parece tão simples, mas é tão dificil, que até um pequeno gesto, fica para sempre na nossa memória.

By Alma Nova disse...

E mais uma história de amor começou! Linda como todo o amor é. Um abraço.

a disse...

Meninas, têm um desafio à vossa espera no nosso blog.

Caracolinha disse...

Apenas vários ... :)

Beijocas encaracoladas !!!!

tagarelante disse...

eheheh...

é lindo como esses gestos de nada, cm se fossem por acaso ou não, nos causam uma arrepio no corpo todo e uma sensação "esquisita" na baíga...

da minha história, do começo, tenho a dizer: ainda bem q ainda há carros q tem q se abrir o ar para eles pegarem!!

;)