terça-feira, 3 de julho de 2007

Depois de ler este post, invadiu-me uma tristeza... já sabia destes direitos, mas sei que, enquanto a situação estiver assim, nunca nos vamos poder valer deles.
Trabalhamos as duas no mesmo sitio, numa instituição pequena, onde todos se conhecem, onde todos nos conhecem, como "amigas", nem imagino o que seria rebentar a bomba ao fazermos valer os direitos que são nossos... Trabalhamos por turnos, por isso estamos quase sempre desencontradas, quer no trabalho, quer em casa; para nós o ideal seria fazer os mesmos turnos, era perfeito e temos direito a isso, mas o preço que pagaríamos seria um pouco elevado...
E as férias? Sim, nem se fala nas férias... ao longo destes seis anos de vida em comum, temos conseguido, mas porque vamos sempre para periodos menos conflituosos, para evitar grandes explicações, às vezes, lá se "inventa" uma viagem com um grupo de amigos, a ver se não fazem muitas perguntas...

Neste momento, a Margarita dorme, trabalhou de noite, está cansada! Odeio dormir sem ela, acontece muitas vezes, só sabe bem quando se enfia na cama e se agarra a mim,trás consigo o fresco da rua pois mesmo depois do banho, está sempre mais fresca que eu; encosta os lábios doces aos meus e diz que me ama, viro-me a agarro-me a ela com a força que tenho, sinto o seu cheirinho, balbucio um ensonado "e eu a ti" e volto a dormir...

7 comentários:

Buu disse...

A distância é, realmente, o pior que se pode "pôr" no meio de uma relação. E pior ainda é viver com essa pessoa e mesmo assim ser dificil aproveitar o tempo que se tem. =/

*

DUCA disse...

Sei muito bem o que sentes.
Acredita que as coisas vão mudar num futuro próximo, mas também é necessário perdermos o medo para que a legislação tenha efeito. Lembra-te que a homofobia já é condenada pelo artigo 13º da Constituição da República Portuguesa e, que, se temermos fazer valer os nossos direitos, os homófobos ganham terreno. Eu sei que é preciso uma grande dose de coragem e as consequências podem ser desagradáveis, mas o que é isso ao pé das consequências nefastas de se escolher viver a relação com quem amamos de forma escondida? Garanto-te que são muito piores e olha que sei do que falo.

Beijo

elas disse...

Não penses assim.
Junta-te a nós.
Somos loucas. Completamente.

Anônimo disse...

Não é justo!
Não é justo duas pessoas que se amam, terem que representar, porque simplesmente correm o risco da rejeição, do repúdio.
Nenhuma forma de AMAR deveria ser condenada.
Deveria ser sim condenados, os comportamentos, que ferem silenciosamente, que nos deixam amedrontadas em querermos na total plenitude, sermos felizes com quem amamos, na forma mais natural.

Não desistas Estrela…pelo amor tudo vale a pena.

Anjo

Anônimo disse...

Quis dizer nao desistam Estrela e Açucena

Buulacha disse...

oh...apesar de nao poderem tar sempre juntas nota-se que aproveitam ao maximo quando podem e cultivam o vosso amor e é bonito e fico feliz por voces...=) era engraçado contarem a vossa historia =P

Anônimo disse...

Encontrei o blog por acaso, e não resisti em comentar... Adorei a discrição final.. Vivo um situação semehante, e que bem que sabe amar e ser amada! :) Felicidades às duas!